Pular navegação

Espelhando-se nas atitudes dos índios Caigangues que tinham iniciativa para buscar seus direitos, surgia em meados dos anos 70 um movimento muito polêmico no país.

Assim como os índios, o Movimento dos Sem Terra também podia buscar seus direitos. O principal objetivo do grupo é apropriar-se de terras improdutivas para nelas plantar morar.

A primeira invasão ocorreu após a ditadura militar em 1979, em Ronda Alta e desde aí, não parou mais.

O MST é um movimento que abrange todo o país e sua estrutura é bastante organizada, com os ideais da terra, reforma agrária e de uma mudança na sociedade. O movimento divide-se em setores:Educação, Produção, Formação e Comunicação.

Em destaque para o setor da Comunicação, o carro-chefe da palestra, o movimento possui quatro veículos de comunicação para integrar todos os participantes do grupo. São eles:

Jornal Sem Terra

Site MST

Jornal Brasil de Fato

Revista Sem Terra

O setor da comunicação é o principal instrumento da luta pela terra. Como não existe espaço para o MST na mídia convencional, houve a necessidade de criar veículos alternativos para propagar o movimento.

Segundo Vicente, integrante do MST, as invasões, ao contrário do que afirma a mídia, não são violentas, não há armas. Existe apenas a vontade de mudar a sociedade e dar valor á terra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: